Resenha - Adormecida.


Sinopse: Rose Fitzroy esteve dormindo profundamente por décadas. Imersa num sono induzido, esquecida em um porão por mais de 60 anos, a jovem foi tratada como desaparecida enquanto os anos sombrios pairavam sobre o mundo. Despertada como por encanto e descobrindo-se herdeira de uma corporação multimilionária, Rose vai entendendo pouco a pouco, tudo o que aconteceu em sua ausência.
Ela descobre que seus pais estão mortos. O rapaz por quem era apaixonada não é mais que uma mera lembrança. A Terra se tornou um lugar estranho e perigoso, especialmente para ela, que terá de assumir seu lugar à frente dos negócios.
Desejando adaptar-se à nova realidade, Rose só consegue confiar numa única pessoa estranhamente familiar. Rose até gostaria de deixar o passado para trás, no entanto, ao pressentir o perigo, percebe que precisa enfrentá-lo - ou não haverá futuro.

Eu fui enganada por Adormecida. Tudo o que eu imaginava que seria esse livro é errado - oh Deus, que drama! Eu pensei que Anna Sheehan havia escrito uma nova adaptação do conto Bela Adormecida (errei feio), e que esse seria um volume único (errada novamente). Então, eu, como prestativa que sou, já aviso que não é nada disso.

O livro centra-se em Rose Fitzroy, uma garota que dorme por décadas e é acordada por um beijo... E aqui acaba tudo que você pode associar com um conto de fadas. Rose está em sono induzido, foi esquecida em um porão por mais de meio século e todos que ela ama morreram. Agora ela está em uma nova época, é herdeira de uma corporação multimilionária e os problemas mal começaram. Ela não sabe mas sua sobrevivência coloca em risco segredos escondidos há muito tempo. Além de deslocada, ela virou alvo.
"Eu já havia perdido tudo. O que mais havia para perder?"

Rose é um mistério e eu não colocava muita fé nessa garota. Afinal, por que ela entrava continuamente em sono induzido? Havia um propósito real ou ela só era uma boba rica sem ter o que fazer? Eu não vou responder nenhuma dessas questões porquê ninguém gosta de spoiler e eu menos ainda de soltá-los, mas apesar da minha primeira impressão sobre esse livro, ele é mais do que a história de uma garota rica. Há um drama, suspense e nostalgia. Tudo o que ensinaram para Rose é mentira e aprender isso vai doer e muito.

O enredo também evolui para outro patamar ao mostrar o contraste entre a sociedade atual e a de sessenta anos antes, principalmente ao se referir ao resultado das ações que geraram doenças e mortes por todo o mundo. Outro grande ponto positivo são os personagens secundários. Alguns deles são tão ou mais interessantes que a própria protagonista.
"Será que voce nao vai se preocupar com voce mesma pela menos uma vez?""Não estou certa de que eu saiba como. Nao valho muito."

Eu posso parecer piegas ao escrever isso mas, sem perceber, comecei a ler um livro lindo. E tão triste. Apesar de ser futurístico e com um enredo bem doidinho, esse livro tocou na alma. Adormecida é um livro bom. Acho que com o dinheiro que gastei com 50 Tons de Cinza, deveria ter comprado esse livro, que é mil vezes melhor.

Nenhum comentário:

Postar um comentário